CEF tem linha de crédito imobiliário para brasileiros que moram no exterior

7 minutos para ler

Você atualmente mora no Exterior e tem o sonho de financiar um imóvel no Brasil? Graças a um crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal, agora esse sonho pode ser realizado.

A Caixa criou uma possibilidade de crédito imobiliário para emigrantes, que busca justamente auxiliar no tão sonhado objetivo de brasileiros que moram no exterior, e que querem investir em um imóvel no Brasil.

Se esse é o seu caso, o artigo de hoje é para você. Vamos te mostrar como funciona o crédito imobiliário para emigrantes e tirar todas as suas dúvidas para que você também possa usufruir destes benefícios, morando fora do Brasil. 

O financiamento bancário para a compra de imóveis no Brasil

Atualmente, são muitas as alternativas para as pessoas que desejam comprar um imóvel no país.  Os bancos cada vez mais lançam benefícios para seus clientes na hora de concederem créditos para financiamento, tornando este mercado cada vez mais competitivo. 

Com isso, mesmo para as pessoas que não possuem o valor integral no momento da compra do imóvel, são inúmeras as possibilidades adquirir um, seja como moradia futura ou investimento.

E você sabia que até para os emigrantes são concedidos financiamentos para a compra de um imóvel localizado no Brasil? É isso mesmo. 

A iniciativa é da Caixa Econômica Federal e tem possibilitado a muitos brasileiros que estão vivendo fora do país, investirem em imóveis na sua terra natal. 

Já conhecia esse tipo de financiamento? Não?

Então confira a seguir o que é, para que sem se destina e como conseguir o seu financiamento imobiliário mesmo morando fora do Brasil.

O que é o Crédito Imobiliário para Emigrantes?

O Crédito Imobiliário para Emigrantes é uma alternativa criada pela Caixa  Econômica Federal para auxiliar os brasileiros que atualmente moram no exterior e visam adquirir um financiamento imobiliário no Brasil. É a possibilidade de financiar um imóvel, novo ou usado, mesmo morando fora daqui.

Para usufruir do benefício, o emigrante brasileiro não pode ter nenhuma restrição  cadastral no seu nome e nenhum outro impedimento, e ter renda compatível com o valor financiado.

Nestas condições,é possível realizar o financiamento de até 60% de um imóvel novo usado, com prazo de 180 meses (15 anos).

A quem se destina este crédito imobiliário?

crédito imobiliário para brasileiros

​​O crédito imobiliário para emigrantes é destinado para brasileiros, natos ou naturalizados, com CPF ativo e regular junto da Receita Federal e que moram, temporariamente, fora do Brasil.

Para receber o benefício deste crédito imobiliário, o brasileiro precisa ter no mínimo 18 anos completos ou emancipados. 

O interessado também precisa ter comprovante de rendimentos de fontes situadas no exterior.

Como funciona?

A linha de crédito para emigrantes funciona da seguinte maneira: você precisa comprovar a sua capacidade de pagamento.  A partir disso, é feita uma avaliação de risco de crédito, para então obter o financiamento imobiliário no Brasil.

Dessa forma, a Caixa Econômica Federal possibilita que o brasileiro emigrante realize remessas de recursos que vêm do exterior para comprovar sua capacidade de pagamento, através de depósitos, durante um período mínimo de 12 (doze) meses seguidos.

O valor desses depósitos mensais pode ser determinado por você, na sua primeira remessa de valor. Mas a prestação inicial do financiamento, somada com as taxas, não poderá ser maior do que a capacidade de pagamento apurada em função dos depósitos mensais.

Para você ter uma ideia do valor que é recomendado para os depósitos, pode ser utilizado o simulador habitacional.

Os valores depositados no mês não poderão ser menores do que o valor do primeiro depósito realizado. Se não atentar para isso, a contagem do prazo para comprovação da capacidade de pagamento começará novamente.

Ao final deste prazo, a Caixa Econômica Federal poderá conceder um financiamento habitacional, nas condições disponibilizadas pela empresa para o crédito imobiliário, na época da concessão.

Como fazer o depósito mensal em conta?

crédito imobiliário para brasileiros

Você pode realizar os depósitos mensais a partir de duas modalidades de envios de recurso. 

Uma delas é a ordem de pagamento do exterior por meio dos bancos correspondentes, e a outra é a ordem de pagamento do exterior por meio de parceiros da Caixa, como o Millennium bcp  e o Iwata Shinkin Bank.

É possível depositar valores superiores?

Sim, você pode realizar depósito mensal com valores maiores do que o mínimo que foi fixado. Caso isso aconteça, mesmo assim é necessário que você mantenha a regularidade de depositar, no mínimo, o valor mensal inicial. 

Assim você comprova a regularidade de depósitos e a sua capacidade de pagamentos. Os depósitos podem ser efetuados entre os dias 01 e 20 de cada mês.

São exigidos documentos específicos para realizar os depósitos?

Os depósitos que são feitos com valor inferior a  US$ 3.000 ( três mil dólares) são convertidos automaticamente na natureza de Transferências de Pequeno Valor.

Já quando os pagamentos são maiores, a conversão é feita na natureza Vencimentos e Ordenados Pessoais. 

Neste caso, é exigida a autorização prévia para o procedimento. Isso significa que você precisa enviar uma documentação para a Caixa, que listamos a seguir:

  • Procuração para conversão da remessa internacional junto à Caixa , e
  • Comprovante formal de rendimentos de fontes situadas no exterior, ou Declaração de rendimentos do remetente/beneficiário. 

Estes documentos devem ser traduzidos, se estiverem em língua estrangeira, e autenticados pela Embaixada ou Consulado Brasileiro.

​Depois de completados estes 12 meses seguidos de depósitos na conta de poupança de emigrante, o brasileiro terá um prazo de até 60 dias para solicitar, em qualquer agência da caixa, a realização da avaliação para a obtenção do financiamento imobiliário.

Esta avaliação irá avaliar a regularidade dos depósitos e a sua restrição cadastral, situação de mora e inadimplências perante o Sistema Financeiro Nacional.

São necessários estes depósitos mesmo tendo comprovante de renda no exterior?

Se você trabalha fora do Brasil e pode comprovar sua renda por meio de fontes situadas no exterior, é possível fazer essa comprovação com os seguintes documentos:

  • Declaração do imposto de renda no país onde você está morando ou
  • Comprovante mensal.

Nestes casos, é imprescindível que estes comprovantes de renda, que estarão escritos em um idioma estrangeiro, estejam acompanhados da sua respectiva tradução. A tradução precisa ser feita por um Tradutor Público, de acordo com o decreto de número 13.609, de 21 de outubro de 1943.

Este documento também precisa ser autenticado pela Repartição Consular Brasileira, com jurisdição na localidade de domicílio do interessado em adquirir o crédito imobiliário.

Podem ser financiados imóveis residenciais novos ou usados. Nesta modalidade, diferente de outros financiamentos imobiliários, não é possível utilizar recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Vale lembrar que, para esta modalidade específica de crédito imobiliário, o FGTS não pode ser utilizado como parte do pagamento.  Além disso, o financiamento concedido não deve passar de 60% do valor do imóvel, de acordo com as regras de financiamento da Caixa vigentes no momento da concessão.

Quer saber mais?

Se você ficou com dúvidas e quer saber mais sobre créditos de financiamento imobiliário para brasileiros que moram no exterior, não deixe de entrar em contato conosco.

E se você mora no exterior e gostaria de investir em um imóvel  no Brasil, aproveite para conferir as dicas que separamos com 5 motivos para você investir em Balneário Camboriú, um dos metros quadrados mais valorizados do país.

Com uma equipe especializada no mercado imobiliário da região, a Salute Imóveis pode ajudá-lo. Entre em contato conosco e vamos conversar!

Posts relacionados

2 thoughts on “CEF tem linha de crédito imobiliário para brasileiros que moram no exterior

  1. Mosiah De Maria disse:

    Resido a 6 anos na Inglaterra, gostaria de conhecer mais sobre esse tipo de crédito imobiliário e possivelmente comprar um imóvel no interior de São Paulo

Deixe um comentário