Financiamento bancário para imóveis está mais acessível

5 minutos para ler

As baixas taxas de juros estão incentivando as pessoas a fazer o investimento no imóvel dos sonhos

O sonho de um imóvel na praia pode estar mais próximo de você com as taxas baixas e o financiamento bancário para imóveis facilitado.

A compra de imóveis aumentou com a queda da taxa Selic e as opções de empreendimentos da cidade, como o grandes edifícios e condomínios fechados.

Além do Banco Itaú, que lançou uma nova linha de crédito, os demais bancos também perceberam a oportunidade histórica para revisar suas taxas.

Com isso, houve uma melhorar de acesso ao financiamento bancário para imóveis, que facilita a compra de casas e apartamentos.

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, anunciou nova redução da taxa de juros para financiamento da casa própria. 

Agora, no financiamento com recursos do SBPE, a linha indexada pela Taxa Referencial terá taxa mínima de TR + 6,25% e máxima de TR + 8% ao ano, queda de até 0,5 ponto percentual.

Em outubro, o banco atingiu a marca histórica de R$ 500 bilhões em crédito habitacional e, de acordo com informações da Caixa, as medidas acontecem para estimular o setor e ajudar a amenizar o impacto econômico causado pela pandemia.

Segundo informações da Caixa, o saldo da carteira de crédito habitacional do banco cresceu 13,4% desde janeiro de 2019, quando totalizava R$ 441 bilhões.

Porém, é importante ressaltar que as taxas de financiamento imobiliário dependem do grau de relacionamento do cliente com o Banco. 

Por isso, a primeira coisa a se fazer é avaliar o banco em que já se tem conta e relacionamento abrir outra conta em um novo banco só para o financiamento imobiliário, pode trazer desvantagens financeiras.

Investimento em imóveis cresceu em 2020

A crise que se alastrou pelo mundo por conta da pandemia do novo Coronavírus levou o Banco Central a fazer cortes na taxa Selic.

Isso fez com que muitos investidores que costumavam manter seus recursos em uma renda fixa mais conservadora vissem seus retornos diminuírem.

Por isso, eles passaram a investir uma parcela do patrimônio em outros ativos com maior probabilidade de retorno, como os imóveis.

Outro incentivo foi a queda na taxa básica, que reduz o custo do financiamento bancário para imóveis e os juros do crédito tendem a diminuir. 

Além disso, prazos maiores e financiamentos que podem chegar a 90% do valor do imóvel, são um chamariz para esse mercado.

O Raio-X FipeZap do primeiro trimestre mostrava que o interesse das pessoas em investir em imóveis havia se mantido em 44% em 12 meses. 

Já o número de unidades vendidas aumentou 6,7% no primeiro trimestre deste ano, chegando a 29,2 mil, segundo a Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias).

Novas rotinas mudaram hábitos

Além dos investidores, outro fator fez com que as pessoas investissem em imóveis: às novas rotinas. 

A Covid-19 fez com que pessoas e empresas questionassem suas rotinas e passaram a adotar novos hábitos como permanentes.

O home office em grande escala é um exemplo, que poderia fazer com que as regiões centrais fossem menos procuradas, enquanto as áreas afastadas de áreas comerciais e com mais extensão ganhassem destaque.

A verdade é que as pessoas passaram a ficar mais dentro de casa e, consequentemente, as levou a buscar locais agradáveis que suprissem suas necessidades. 

Se antes muitas pessoas só iam para casa pra dormir, hoje elas passam a maior parte do dia em home office. Por isso, passaram a ver o financiamento bancário para imóveis como uma opção.

Nova realidade aumentou procura por imóveis na praia

Um dado relevante dos novos hábitos é a crescente procura por imóveis de campo e praia.

De acordo com a Revista Forbes, há poucos anos, casas de campo ou praia eram apenas para lazer nos fins de semana ou férias.

Porém, a Covid-19 e o aumento do uso da tecnologia com as quarentenas e lockdowns ao redor do mundo mudaram essa realidade. 

Muitos profissionais perceberam que podem trabalhar tão bem, senão melhor, em suas casas do que nos escritórios, e ainda com mais segurança, produtividade e prazer.

A partir dessa nova realidade foram sentidos os primeiros impactos da pandemia ainda março, quando a procura para locação de imóveis no campo e na praia aumentou consideravelmente.

E, além de a procura ter aumentado, outra mudança foi vista no próprio comportamento dos proprietários, que retiraram seus imóveis que estavam para locação para que pudessem se refugiar nesses ambientes que proporcionam aumento na qualidade de vida.

Muitos estudos comprovam que morar na praia aumenta a qualidade de vida pois influencia de forma positiva a rotina.

Morar perto do mar proporciona dias mais agradáveis e menos estressantes, contrários ao que os grandes centros oferecem.

As pessoas que residem em cidades com praias passam a se identificar ainda mais com a natureza e a respeitar mais tudo que ela representa.

Vamos te ajudar nessa busca

Como você pode perceber, o cenário é favorável para investir na sua casa ou apartamento, seja com financiamento bancário para imóveis, ou da forma que ficar melhor dentro do seu orçamento.

Se o seu sonho é viver nem um paraíso como Balneário Camboriú, nós temos as melhores opções para te oferecer. Seja para curtir as férias, investir ou se mudar com a família, entre em contato com a gente e se surpreenda com nossas opções e atendimento.

O seu imóvel dos sonhos está na Salute Imóveis!

Posts relacionados

Um comentário em “Financiamento bancário para imóveis está mais acessível

Deixe um comentário